1 de ago. de 2020

Faxina Digital: Como organizar seu email


Faxina Digital: Como organizar seu email

Oi gente! Novamente sumi um pouco daqui né. Ando muito ocupada com outras coisas e acaba não dando tempo de escrever nada. 

Mas hoje vim dar continuidade a nossa "série" de posts sobre organização. No post passado - Google Keep: aprendendo a se organizar - dei algumas dicas de como se organizar com o Google Keep, e neste quero te ajudar a organizar a famosa caixa de entrada do seu email (que tenho certeza que deve estar entulhada de emails nada a ver). Mas fica tranquilo (a), é super normal o nosso email estar assim, ainda mais que recebemos promoções, campanhas, newsletters e sei lá mais o quê todos os dia, mesmo não estando cadastrados (as) em lista nenhuma. 

A primeira dica e a mais importante: RESERVE UM DIA SOMENTE PARA ISSO ou ALGUMAS HORAS DO SEU DIA! 

Te falo isso pois é demorado demais, ainda mais se você não tem costume de verificar seu email todos os dias. 

Novamente dando um exemplo meu, quando trabalhava na agência eu aproveitei um dia mais tranquilo, sem muitas cotações para fazer para começar a organizar o email comercial da empresa. Meu Deus, que email lotado, mas sobrevivi. Dada a primeira dica, vamos a outras não menos importantes:


APAGUE OS QUE NÃO SERVEM

Faxina Digital: Como organizar seu email

Sabe aqueles emails que você recebe falando que ganhou um "super desconto, clique aqui já"? Apague de uma vez. Apague todos que não fizerem sentido para você, ou que não vai te servir para nada. Apague emails de propagandas, spams, newsletters (aproveite e se descadastre das que não quer receber mais nada).
Normalmente quando você apaga eles da sua caixa de entrada ou spam, eles vão para a lixeira, faça o mesmo: APAGUE!

CRIE PASTAS/SUBPASTAS PARA CADA COISA

Faxina Digital: Como organizar seu email

Eu não sei vocês, mas eu sou a louca das pastas. Crio pasta dentro de pasta, tudo para ficar mais organizado (dizem que meu signo tem essa mania mesmo). 
Como podem ver na imagem acima, eu tenho várias pastas, algumas com subpastas. 

DICA PARA QUEM FAZ FACULDADE: Crie pastas para cada período e dentro delas, uma subpasta para cada matéria. Crie uma geral para os emails da faculdade

Agora, se quer organizar o email do seu trabalho, a dica continua a mesma 😅 Eu criava pastas para os emais de cotação, para os emails de clientes e para emails burocráticos. Faça da maneira que vai ser mais prático para você encontrá-los depois, caso precise futuramente. 


DEFINA DATAS PARA FAZER A FAXINA DIGITAL

É importante você pensar de quanto em quanto tempo vai dar uma paradinha no seu dia para organizar sua caixa de emails. Manter uma frequência de "faxina" digital para organizar seu email é essencial para que depois não tenha que perder horas e mais horas novamente. É aconselhável não passar de 30 dias, para não sobrecarregar novamente. Pegue um final de semana de cada mês e se dedique a isto. Pode ter certeza, depois que já tiver feito a "faxina" uma vez, nas outras (se seguir uma frequência), não vai levar mais que 30 minutos 😉

Espero que cada uma dessas dicas sejam úteis. Caso queiram ver mais dicas como essas podem deixar nos comentários que trago mais posts assim.

Beijos mil! 




POSTADO POR


2 de jul. de 2020

Resenha: Almanova

Resenha: Almanova

Oi gente! Não sei vocês, mas eu estou lendo bastante nessa quarentena. Já terminei esse que vou resenhar para vocês e logo engatei em outro que estou amando.

Ana é nova. Por milhares de anos, no Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu… e ninguém sabe por quê.

A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre…

Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto — de Ana os deixarão viver essa paixão em paz?

Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos?

A história de Almanova gira em torno de Ana, uma jovem de 18 anos que nasce pela primeira vez em um mundo em que as outras pessoas já viveram milhares de anos, sempre reencarnado. Por ser uma Almanova, Ana é tratada com desprezo pela mãe, Li que sempre a rejeitou pelo fato de Ana ter nascido no lugar de Ciana, causando assim o desaparecimento eterno da mesma. 

Resenha: Almanova

Ao completar seus 18 anos, Ana resolve, abandonar Range, cidade em que mora com a mãe, para ir em busca de uma resposta para o seu nascimento. O destino escolhido, Heart, cidade em que nasceu e que é o centro de toda aquela região, local onde fica o Conselho. Ao longo do caminho para Heart, Ana, a Almanova, ou sem-alma como Li a chama, passa por algumas dificuldades, sendo atacada por sílfides e quase morre afogada, porém é salva por Sam. A partir de então, Ana e Sam começam uma grande amizade/amor, onde um sempre defende o outro do perigo.


“O que é uma alma senão uma consciência que nasce e renasce?”
 

Sam, é na verdade Dossam, um músico que Ana sempre admirou. Ele ao conhecer Ana estava com a aparecia de um jovem da mesma idade, porém ele já viveu milhares de anos, sempre morrendo atacado por dragões e renascendo. 

O livro abrange todo um universo mitológico e mágico, onde existem dragões, sílfides e pessoas renascendo. A personagem principal é Ana, porém existe Sam que começa a ter bastante destaque na história, onde sempre conduz Ana em tudo, acabando por fazer a jovem bem dependente dele.

Resenha: Almanova


"-Você não é uma sem-alma. Você é capaz de sentir o que quiser."
 

Ana sempre foi criada pela mãe que a ignora constantemente e sempre arrumava uma maneira de fazê-la se sentir inferior aos outros por ser uma Almanova. O pai da Ana fugiu assim que ela nasceu, e nunca mais sendo visto. 

Eu confesso que esse livro não me agradou de primeira, demorei para engatar a leitura, comecei ela no começo do ano e só consegui terminar agora. Não é bem o tipo de história que me chama atenção, não curto muito quando colocam coisas do tipo dragão em meio a histórias. Só em alguns casos que acho interessante. 
Porém, depois de chegar mais ou menos na metade do livro comecei a ler mais e a gostar da história e dos personagens, mas ai veio o final que na minha opinião não foi tão bom assim e mal construído. 

3 de 5 estrelas

                  

Vocês estão lendo algum livro? Quer saber também se vocês são do tipo que lê um livro de cada vez ou lê mais de um de uma vez só?


POSTADO POR













23 de jun. de 2020

Cuidados que seu cabelo descolorido NECESSITA

Cuidados que seu cabelo descolorido NECESSITA

Oi gente! Esses meses de quarentena estão sendo uma loucura, né? Vi vários vídeos nas redes sociais de pessoas que resolverem dar uma inovada no cabelo (algumas deram certo, outras nem tanto), pintando, cortante e até descolorindo. Mudar de visual é bom sim, porém certas mudanças exigem um pouco de cuidado, como por exemplo, quem pinta o cabelo ou descolore vai ter bem mais trabalho que um simples corte de cabelo. 

Os cabelos descoloridos exigem muito cuidado, tanto na hora de descolorir quanto depois de feito. Por isso hoje vim dar algumas dicas de cuidados que seu cabelo descolorido necessita. 

1- COMECE UM CRONOGRAMA CAPILAR

Manter os fios nutridos é etapa essencial! Por isso até mesmo antes de descolorir o cabelo, faça uma mega hidratação, para evitar que os fios fiquem superexpostos a muita química sem nenhum cuidado. 

2- UMECTAÇÃO DEVE FAZER PARTE DA SUA NOVA ROTINA DE CUIDADOS 

Caso, o seu cabelo seja cacheado, saiba que ele sofrerá mais com esse processo de descoloração, pois o cabelo cacheado é mais seco que outros. O produto usado na descoloração pode acabar mudança a curvatura do cabelo. Sendo assim, já corre para ter em casa um óleo bem potente para começar a fazer a umectação. 

A umectação nada mais é que um tratamento capilar a base de óleo vegetal que nutre os cabelos, deixando os fios mais viçosos e brilhosos.  

Cuidados que seu cabelo descolorido NECESSITA


3- RESPEITE SEU CABELO

Saiba o limite do seu cabelo antes de querer descolorir tudo. Existem cabelos que não suportam tanta química e podem simplesmente ter um corte químico. Bom, não é isso que queremos.  Saiba o quanto o seu cabelo suporta primeiro. Se tiver duvida, faça um teste antes. Não arrisque tanto. 

4- USE OS PRODUTOS CERTOS

Depois de descolorir o cabelo, comece a usar os produtos que mais vão trazer benefícios para os fios. Procure produtos que nutrem e hidratem, use também os famosos shampoos roxos (matizadores) para não ocorrer do seu cabelo amarelar. 

A Like Cosméticos tem uma seção só com produtos especializados para cabelos descoloridos. Não tem erro, basta escolher o que mais vai ser bom para o seu tipo de cabelo e o que ele necessita. 

5- EVITE ÁGUA QUENTE E LAVE COM MENOS FREQUÊNCIA 

Todos nós sabemos que a água quente é terrível para o cabelo, certo? Agora para o cabelo descolorido é ainda mais, deixando-o ainda mais ressecado e com frizz. Por isso sempre procure lavar o cabelo em água morna para fria. Além desse cuidado, tente diminuir a frequência de lavagem do cabelo para aumentar a duração do coloração (caso você descolora para pintar depois). Se você tem o costume de lavar os cabelos todos os dias, passe a lavá-los umas três vezes por semana. 

ENFIM...

Essas são algumas dicas e cuidados que seu cabelo descolorido necessita, porém lembre-se sempre de procurar um profissional para que futuramente não tenha problemas com esse tipo de química. Todo cabelo, seja ele descolorido ou não necessita de cuidados e para que se tenha um resultado bom é preciso seguir direitinho cada etapa. 

Você tem alguma outra dica que considerara essencial? Compartilhe com a gente nos comentários. Quem sabe não podemos fazer uma parte 2 só com as dicas que nos der?

Beijos mil!




11 de jun. de 2020

NaCozinha: "Pão" de aveia de frigideira


NaCozinha: "Pão" de aveia de frigideira

Oi gente! Faz tempo que não compartilho com vocês alguma receita né. Eu amo inventar moda na cozinha, minha especialidade é macarrão ao molho branco e biscoitinhos. Inclusive, se quiserem posso trazer aqui a receita do macarrão com o molho que aprendi com um vídeo do Chef Jacquin (nem se compara com o dele kk). 

A receita de hoje eu vi no canal da Mamãe Vida Saudável, porém eu não tinha tudo o que pediu a receita, tive que apelar para as trocas. Depois que fiz essa receita de "pão" de aveia de frigideira, achei outras no Youtube, que em breve vou testar também e posso compartilhar no Instagram.

Ok, pegue um caderninho e bora anotar esses ingredientes!


1 ovo
½ colheres de farinha de aveia 
1 colher de farinha de trigo
1 colher pequena de sal ou 1 pitada de sal
1 colher de manteiga derretida
3 colheres de leite integral/desnatado ou de sua preferência 
1 colher pequena de fermento em pó
Queijo picado à gosto
1 colher de manteiga (para untar a frigideira)

NaCozinha: "Pão" de aveia de frigideira

Misture todos os ingredientes em uma vasilha. Coloque 1 colher de manteiga em uma frigideira, deixe derreter e acrescente a mistura. Deixe dourar dos dois lados. Recheie se quiser. Eu acrescentei mais queijo. Pode colocar o que gostar. 

NaCozinha: "Pão" de aveia de frigideira

E esse foi o resultado da receitinha de "pão" de aveia de frigideira. Eu gostei bastante e foi a segunda vez que eu fiz. Pode rechear com o que gostar, eu coloquei queijo e passei um pouquinho de requeijão, ficou uma delícia. 


1 de jun. de 2020

Tudo sobre minha faculdade de TURISMO - matérias, viagens, etc...


Tudo sobre minha faculdade de TURISMO  - matérias, viagens, etc...

Oi gente! A um tempinho atrás postei sobre o fim do meu 2º período do curso (clica aqui para ler o post) Nos comentários desse post a Júnia pediu para que eu postasse comentando sobre meu curso e tudo que ele abrange. Demorei, eu sei, mas hoje é o dia!! Vou tentar falar sobre tudo, matérias, grade, professores, etc. 

Porque decidi fazer turismo? 

Para quem ainda não sabe, terminei o ensino médio em 2016 (sem saber o que queria fazer da vida). Em 2017 abriu inscrições para a faculdade de pedagogia EAD da UFJF, aqui no polo da minha cidade. Como estava sem fazer nada resolvi tentar. Pronto, passei e comecei a fazer. Nisso com o passar dos dias, começaram a falar que estava faltando documentos meus, porém já tinha entregado tudo de documentação que eu tinha. Mas não foi o suficiente, então cancelaram minha matrícula. Traduzindo: fiz um período inteiro de pedagogia, mas confesso que não estava gostando, estava achando que aquilo não era para mim e antes de terminar esse período comecei a pesquisar outros cursos presenciais na federal. Me interessei por turismo e resolvi arriscar. Fiz o Enem novamente e me inscrevi em turismo na primeira opção de curso. Acabei passando, mas perdi a data da chamada e só vi depois que tinha sido chamada. Então resolvi tentar de novo no segundo semestre e novamente passei e comecei a estudar em 6 de agosto de 2018. 

ICH - UFJF
Foto: Google

Meu 1º período 

No primeiro dia de aula estava chovendo muito mesmo e eu não fazia ideia de onde era o tal do ICH, sai perguntado para todo mundo que estava vendo. Cheguei na sala de aula toda molhada e tremendo de medo por aquilo ser uma coisa totalmente nova para mim. Fazia tempo que não tinha contato com ninguém, passei quase 2017 e 2018 todo em casa, sem um pingo de vontade de fazer alguma coisa ou de manter contato com os outros. Logo no primeiro dia conheci a Jaíne e nos demos super bem e hoje fazemos tudo juntas kkk 
Com o passar dos dias fui ficando mais relaxada e menos temerosa. Passei a gostar de estar lá. As matérias que tivemos foram bem introdutórias:

  •  Estudos sociológicos e turismo
  •  Fundamentos do lazer
  •  Mobilidades contemporâneas 
  •  Ambiente e sociedade
  •  Fundamentos do turismo 

Consegui passar bem tranquila por esse período, as matérias não eram tão difíceis e os professores eram bem legais (ok, alguns nem tanto, mas deixa quieto kkk). Teve uma matéria, a de Fundamentos do Turismo que fui com nota abaixo do que gostaria. Foi uma matéria que tive um pouco de dificuldade. 


Meu 2º período 

Nesse período eu já estava mais relaxada quanto a estar lá, um lugar lotado de gente totalmente diferente. Confesso que não lembro bem das coisas com mais detalhe, até porque estou escrevendo esse post estando no 4º período já. As matérias que tivemos foram mais direcionadas, foram elas:


  • Políticas públicas em turismo
  • Dimensões da hospitalidade
  • Organização do espaço e turismo
  • Desenvolvimento, comunidades e turismo

Passei super de boa também nesse período, tirando uma única matéria que para mim foi a pior (não digo de conteúdo, mas porque exigiu muito da gente).


Meu 3º período

Esse período confesso que não foi um dos meus melhores, tive muita dificuldade em algumas matérias. Não peguei nenhuma recuperação, mas passei sem entender certas coisas. Tivemos algumas viagens de campo, na qual eu fui só em duas, Ibitipoca e Iracambi (eu fui porque era bolsista da matéria do período passado). As matérias foram:

  • Abordagens teóricas do turismo
  • Fundamentos do planejamento turístico
  • Turismo, consumo e comunicação
  • Organizações e produções de bens turísticos

E se não fosse por conta do Corona Vírus, eu estaria na metade do 4º período, porém nós vamos ficar um semestre atrasados. Não sei vocês, mas na minha faculdade não está tendo aulas online. 

Mais para frente eu volto a escrever mais um post como esse contando mais os próximos períodos e das minhas escolhas. Temos duas ênfases para escolher - gestão e patrimônio- e bom, eu ainda não sei bem qual escolher. 

Beijos mil!